Colado de: Letícia Lopes

Estava pensando em um texto legal para colocar aqui no Colado de Alguém e lembrei de um que li há algum tempo na revista Atrevida. Aqui está ele, pertence a Letícia Lopes e está na edição n°192 da revista em uma sessão chamada "Atrelog", onde as leitoras podem enviar seus textos.

"Como se cada minuto fosse uma hora, eu espero ansiosamente para vê-lo. A cada batida do relógio o meu coração pula do peito. Você tem o poder de me fazer feliz e triste na hora que bem entender. Você tem o poder de estragar o meu dia ou transformá-lo em um sonho. Me iludo um pouco mais quando você me abraça.
Quando, enfim, acordo e vejo que era tudo ilusão, choro a noite inteira.
Tudo que eu mais é esquecê-lo, mas isso parece impossível, pois mesmo não pensando em você durante o dia, você insiste em aparecer em meus sonhos durante a noite. E, mesmo quando aparece como um pesadelo, eu me entrego profundamente ao seu olhar.
Você não sabe nada de mim, não sabe dos meus passos, do meu passado dos meus sonhos... Enquanto eu sei tudo sobre você. Eu passo noites e noites em claro pensando em você. Você mudou minha vida, as minhas perspectivas o meu humor. Minhas lágrimas eu joguei fora por você, até que elas secaram.
Então acordei e vi que chorar não me leva a nada, que pensar em você não me muda, que ter você não vai me fortalecer ou me tornar melhor do que eu sou. Já pensei me mudar por sua causa, mas você me mostrou-várias vezes-que não vale a pena mudar por sua causa. Porque você é mais um desejo fútil e egoísta meu, que com o tempo ficará apenas como um passado  da pessoa que fui.
Daqui a uns anos, quando enfim me quiser e me notar, você não fará mais parte dos meus planos."

Nenhum comentário:

Postar um comentário